quarta-feira, outubro 11, 2006


Margarida e a Tristeza

A Tristeza surge quando menos se espera, como uma névoa crepuscular. Insinua-se nas páginas amarelecidas de um diário, impõe-se no sorriso emoldurado de um querido morto,salta na imagem de uma qualquer película cinematográfica, na margem de um texto. Tudo ou nada podem levar à Tristeza.________ A própria palavra já é triste per si.
A Margarida é um ser sensível. Um ser sensível. Um ser sensível.___
- Margarida, sou eu.Se calhar precisava de falar contigo., diz o actor da novela.
Mas hoje a Margarida não quer falar com ninguém.Rumina pensamentos desde manhã.Refugiou-se na casinha da árvore.____Colocou um cartaz no primeiro ramo:
Encerrado para pensar.____________________
Os pássaros, seus habituais companheiros, espreitaram à janela.__Que se passa? !?!?! A Margarida não canta, não pula , não dança, não escreve. ___Até o piano se calou. Negro. Enlutado.
-Margarida, sou eu.Precisava de falar contigo.Repete a gravação. Na televisão. Na televisão. Na televisão.
-Porque estás triste, minha querida?
A Tristeza insinua-se. Nua. Nua. Insinua. Se. ____

3 comentários:

Jo§e disse...

Gostei do teu novo blog

Um beijo

Frioleiras disse...

bonito...bonito...

António Rosa disse...

insinua nua nua insinua

===

parecem-me tambores a tocarem e gosto do som que fazem

abraço+beijinho